segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

espero um dia amar alguém 
dizer coisas bonitas, sinceras
querer tê-lo pelo resto de todos os meus dias
cantar alguma música que nos retrate
desejá-lo todas as noites
sentir sua falta
querer todos os beijos e carinhos.
é difícil ser fria assim, insensível
é olhar pra dentro de si e não achar ninguém
fazer a autópsia do coração e não encontrar nenhuma pegada
é ouvir uma música bonita e não ter destinatário
é não pensar em ninguém.

eu só espero
um dia
amar.

(rabisco de setembro)

terça-feira, 4 de março de 2014

Eu quero, mas não posso.
Posso, mas não quero.
Não devo, mas queria.
Queria, mas não devo.
É melhor assim.
É pior assim.
Não, é melhor assim.
Tem que ser assim, não pode ser diferente.
Não posso.  


(Rabisco de 19 de agosto de 2013)

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

sobre uma madrugada qualquer com o desejo da fuga

será que um dia deixaremos de ser essa bagunça?
essa bagunça que somos nós mesmos
esse abismo 
essa imensidão de coisas
de feridas e sorrisos
olhares rasos

sobre olhares, quero olhares fundos
daqueles que tocam a alma e ficam,
se prendem um no outro
que se casam
mas que não se largam
não choram e nem se matam

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Perceba

Ele surtou, gritou, insultou e voou. Será que ele não foi capaz de perceber que eu, tão pequena que sou, só desejava sonhar?

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Contradança

E a gente dança,
se perde na contradança,
mas chega uma hora em que a gente cansa.